IMPLANTAÇÃO DA CURRICULARIZAÇÃO DA EXTENSÃO EM UNIVERSIDADES COMUNITÁRIAS

DAS CONCEPÇÕES ÀS PRÁTICAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31512/vivencias.v17i34.536

Resumo

A extensão universitária cumpre importante papel ao desempenhar a sua função acadêmica, viabilizando o diálogo entre a universidade e a sociedade. Nesta conjuntura ratifica-se a relevância da integração da extensão ao currículo dos cursos de graduação, por meio da publicação da Resolução MEC Nº. 07/2018. Interessa, no âmbito deste artigo, identificar os modos de implantação da curricularização da extensão em duas instituições comunitárias de Ensino Superior no Vale do Rio do Sinos, no contexto do ensino presencial. Tal objetivo é parte de uma dissertação de mestrado que propôs compreender as contribuições da curricularização para indissociabilidade entre o ensino, a pesquisa e a extensão. A metodologia atrelada ao objetivo apresentado no artigo, contempla além da revisão bibliográfica, a análise de documentos institucionais das universidades que são objeto da pesquisa, e ainda, apresenta uma interlocução com docentes e discentes, por meio de questionários semiabertos que demonstra às práticas da extensão integrada ao currículo. Os resultados da pesquisa revelam que as universidades comunitárias estudadas iniciaram a integração da extensão aos currículos somente a partir da Resolução MEC Nº. 07/2018. O processo de integração da extensão está em andamento, sendo que as instituições elegeram a reestruturação curricular e a participação docente como modo de implantação. A pesquisa evidencia também que as condições para realização da extensão ainda requerem atenção. Assim como, demonstra que as atividades de extensão curricularizadas tem oportunizado experiências aos estudantes que potencializam aprendizagens e favorecem uma formação que transcende a técnica.

Biografia do Autor

Luciane Iwanczuk Steigleder, Universidade Feevale, Novo Hamburgo, RS, Brasil

Mestre em Diversidade Cultural e Inclusão Social (2021), na linha de pesquisa de Inclusão Social e Políticas Públicas, com pesquisa sobre a implantação da curricularização da extensão. É especialista em Comunicação Digital (2010) e graduada em Comunicação Social - Relações Públicas (2008) - CONRERP4 2954. Tem experiência na organização de eventos sociais, empresariais e acadêmicos, atuando em comissões organizadoras e científicas. Atua na gestão da extensão universitária, com a coordenação técnica de projetos sociais e culturais. Também é responsável pela organização do Relatório de Responsabilidade Social da Universidade Feevale (2013-2020).

Dinora Tereza Zucchetti, Universidade Feevale, Novo Hamburgo, RS, Brasil

Possui graduação em Serviço Social pela Universidade de Caxias do Sul (1986) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002). É professora titular da Universidade Feevale no Programa de Pós-Graduação em Diversidade Cultural e Inclusão Social. É bolsista Produtividade em Pesquisa (CNPq) e pesquisadora convidada do Instituto Politécnico de Leiria ? Portugal. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Políticas Públicas, Educação no Campo Social e Educação e Trabalho, atuando principalmente nos seguintes temas: educação não escolar, educação em tempo integral e formação de educadores. Possui publicações nas Revistas: Ensaio Educação em Revista, Revista Brasileira de Educação, Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Cadernos de Pesquisa, entre outras. Integrante da Red Relepe - Red de Estudios Teoricos y Epistemológicos en Política Educativa e da Red Estrado - Red Latinoamericana de Estudios sobre Trabajo Docente. Líder do Grupo de Pesquisa (CNPq) Estudos, Pesquisas e Praticas em Educação Não Escolar. Conselheira do Conselho Municipal de Educação de Novo Hamburgo/RS. Membro do Fórum Municipal de Educação de Novo Hamburgo/RS. Orcid https://orcid.org/0000-0002-7122-1025

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BOTOMÉ, S. Pesquisa alienada e ensino alienante: o equívoco da extensão universitária. Petrópolis: Vozes, 1996.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 1988. Seção 1, p. 1-32. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm> Acesso em: 28 mar. 2019.

______. Lei 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2014. Seção 1, p. 1, Edição extra. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005.htm>. Acesso em: 28 mar. 2019.

______. Resolução CNE/CES Nº 7, de 18 de dezembro de 2018. Estabelece as Diretrizes para a Extensão na Educação Superior Brasileira e regimenta o disposto na meta 12.7 da Lei nº 13.005/2014. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2018. Seção 1, p. 49-50. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=104251-rces007-18&category_slug=dezembro-2018-pdf&Itemid=30192>. Acesso em: 06 mar. 2019.

DE DEUS, S. e HENRIQUES, R. L. M. A Universidade Brasileira e sua Inserção

Social. In: CASTRO, J. O. e TOMMASINO, H. (orgs). Los caminos de la extensión en América Latina y El Caribe. Santa Rosa: La Pampa, 2017, p. 77 - 95. Disponível em: <https://www.ufmg.br/proex/renex/images/documentos/Los-caminos-de-la-extension-en-america-latina-y-el-caribe.pdf> Acesso em: 23 nov. de 2020.

DALMOLIN, B. M. e VIEIRA, A. J. H. Curricularização da Extensão: Potências e Desafios no Contexto da Gestão Acadêmica. 2015 ISSN 2176-1396 dos ANAIS do XII EDUCERE, III SIRSSE, V SIPD-Cátedra Unesco e IX ENAEH / PUCPR Disponível em: <http://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/20159_9517.pdf> Acesso em: 14 abr. 2019.

FOREXT. Extensão nas Instituições Comunitárias de Ensino Superior: referenciais para a construção de uma Política Nacional da Extensão nas ICES. Itajaí: Editora Univali, 2013. Disponível em: <http://www1.pucminas.br/imagedb/documento/DOC_DSC_NOME_ARQUI20150309182334.pdf?_ga=2.79447572.182010948.1556457703-1635084865.1555886807>. Acesso em: 07 abr. 2019.

FORPROEX. Política Nacional de Extensão Universitária. Manaus: Fórum de Pró-reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras, 2012. Disponível em: <https://www.ufmg.br/proex/renex/images/documentos/2012-07-13-Politica-Nacional-de-Extensao.pdf>. Acesso em: 28 mar. 2019.

FREIRE, P. Educação como prática da Liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977. 7ª ed.

______. Extensão ou comunicação? Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

GADOTTI, M. Extensão universitária: para quê? São Paulo: Instituto Paulo Freire, 2017. Disponível em: <https://www.paulofreire.org/images/pdfs/Extens%C3%A3o_Universit%C3%A1ria_-_Moacir_Gadotti_fevereiro_2017.pdf>. Acesso em: 14 abr. 2019.

IMPERATORE, S. Curricularização da extensão: experiência da articulação extensão-pesquisa-ensino-extensão como potencializadora da produção e aplicação de conhecimentos em contextos reais. Rio de Janeiro: Gramma, 2019.

IMPERATORE, S. L. B.; PEDDE, V. IMPERATORE, J. R. L. Curricularizar a extensão ou extensionalizar o currículo? Aportes teóricos e práticas de integração curricular da Extensão ante a estratégia 12.7 do PNE. In: XV COLÓQUIO INTERNACIONAL DE GESTÃO UNIVERSITÁRIA – CIGU, Desafios da Gestão Universitária no Século XXI, 2015, Mar del Plata, Argentina. Anais. Mar del Plata: UFSC, 2015. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/136064/101_00175.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em: 07 abr. 2019.

SCHMIDT, J. P. Universidades comunitárias e terceiro setor: fundamentos comunitaristas da cooperação em políticas públicas. 1. ed. - Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2018. Disponível em: <https://www.abruc.org.br/view/assets/uploads/artigos/abruc/universidades-comunit%C3%A1rias-ebook.pdf> Acesso em: 24 ago. 2019

SERVA, F. M. A extensão Universitária e sua Curricularização. Rio de Janeiro: Editora Lumen Juris, 2020.

SÍVERES, L. O princípio da aprendizagem na extensão universitária. In: SÍVERES, L. (Org.). Extensão universitária como um princípio de aprendizagem. Brasília: Líber Livro, 2013. p. 19-33.

TOMMASINO, H.; CANO, A. Modelos de extensión universitária en las universidades latino-americanas en el siglo XXI: tendencias y controvérsias In: Universidades · UDUAL · México · núm. 67 · enero-marzo 2016.

Publicado

2021-10-05

Como Citar

Steigleder, L. I. ., & Zucchetti, D. T. (2021). IMPLANTAÇÃO DA CURRICULARIZAÇÃO DA EXTENSÃO EM UNIVERSIDADES COMUNITÁRIAS: DAS CONCEPÇÕES ÀS PRÁTICAS. Vivências, 17(34), 35-54. https://doi.org/10.31512/vivencias.v17i34.536

Edição

Seção

Dossiê: Vivências de Curricularização da Extensão Universitária