PARTICIPAÇÃO DE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO DE FONOAUDIOLOGIA EM LIGA ACADÊMICA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA

RELATO DE EXPERIÊNCIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31512/vivencias.v17i34.512

Resumo

Este estudo teve como objetivo expor e analisar as experiências vivenciadas e as atividades desenvolvidas pelos alunos do curso de Fonoaudiologia na Liga de Geriatria e Gerontologia da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, analisando o seu impacto na comunidade e na experiência dos estudantes. Para tal, foi realizada uma revisão dos registros internos da liga durante o período de 2014 a 2021. Em seguida, uma análise de como as atividades desempenhadas pela liga tiveram repercussão no público (alunos, profissionais da área da saúde e comunidade externa). A liga demonstrou um número considerável de produção de ações e atividades relacionadas à Saúde do Idoso que envolveram o tripé ensino, pesquisa e extensão, contando com o auxílio dos alunos do curso de Fonoaudiologia no planejamento, organização, elaboração e implementação dos projetos. Através da análise das pesquisas de satisfação, aplicadas ao final de cada atividade, foi possível detectar o impacto positivo que a liga obteve na comunidade. Isso reflete a qualidade na organização e planejamento dos eventos, assim como na qualificação da interação da academia com a comunidade externa, trazendo temas de seu interesse e agregando ao conhecimento de ambas as partes. Desta forma, a liga contribuiu para o crescimento acadêmico e o início de uma relação dos alunos de Fonoaudiologia com a comunidade.

Biografia do Autor

Guilherme Briczinski de Souza, niversidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Porto Alegre, RS, Brasil

Acadêmico de Fonoaudiologia na Universidade Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e Presidente da Liga de Geriatria e Gerontologia da UFCSPA.

Thayze Maria Marques Torbes, niversidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Porto Alegre, RS, Brasil

Fonoaudióloga graduada pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, especialista em Saúde Pública pela Escola de Saúde Pública do Rio Grande do Sul. Atualmente, residente em atenção ao paciente crítico no Grupo Hospitalar Conceição.

Eduardo Garcia, niversidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Porto Alegre, RS, Brasil

Professor na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Doutor em Ciências Pneumológicas pela UFRGS, Professor-Coordenador da Liga de Geriatria e Gerontologia da UFCSPA.

Referências

BRASIL. Decreto nº 9.921, de 18 de julho de 2019. Consolida atos normativos editados pelo Poder Executivo federal que dispõem sobre a temática da pessoa idosa. Brasília, DF: Diário Oficial da União, 2019. Disponível em: https://legis.senado.leg.br/norma/31209245/publicacao/31209256. Acesso em: 23 out. 2020.

BUFFON, G. et al. Abordagem da Fonoaudiologia. In: GARCIA, E. et al. Essências em Geriatria Clínica. 1. ed. Porto Alegre: Edipucrs, 2018. p. 607-618.

CAVALCANTE, A. S. P. et al. As Ligas Acadêmicas na área da saúde: lacunas do conhecimento na produção científica brasileira. Revista Brasileira de Educação Médica, [S.l.], v. 42, n. 1, p. 199-206, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1981-52712018v42n1RB20170081. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022018000100199&tlng=pt. Acesso em: 12 out. 2020.

CONSELHO FEDERAL DE FONOAUDIOLOGIA. Resolução nº 490, de 18 de fevereiro de 2016. Dispõe sobre a aprovação da reformulação do Código de Ética da Fonoaudiologia e dá outras providências. Brasília, DF: Diário Oficial da União, 2016. Disponível em: https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/22434746. Acesso em: 10 jan. 2021.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO; CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR (CNE/CES - Brasil). Resolução CNE/CES nº 5, de 19 de fevereiro de 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Fonoaudiologia. Brasília, DF: Conselho Nacional de Educação, 2002. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/pet/323-secretarias-112877938/orgaos-vinculados-82187207/13192-resolucao-ces-2002. Acesso em 10 jan. 2021.

DANIEL, E. et al.. Liga Acadêmica de Medicina do Trabalho: a experiência da Universidade Federal do Paraná. Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, [S.l.], v. 16, n. 2, p. 199-203, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.5327/Z1679443520180087. Disponível em: https://www.rbmt.org.br/details/316/pt-BR/liga-academica-de-medicina-do-trabalho--a-experiencia-da-universidade-federal-do-parana. Acesso em: 15 out. 2020.

ESTUDOS E PESQUISAS, Informação demográfica e socioeconômica número 39. Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira - 2018. Rio de Janeiro: IBGE, 2018-. ISSN 1516-3296 versão online. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101629.pdf. Acesso em 20 out. 2020.

FIGUEIREDO, W. P. S.; MOURA, N. P. R.; TANAJURA, D. M. Ações de pesquisa e extensão e atitudes científicas de estudantes da área da saúde. Arquivos de Ciências da Saúde, [S.l.], v. 23, n. 1, p. 47-51, 2016. DOI: https://doi.org/10.17696/2318-3691.23.1.2016.197. Disponível em: https://www.cienciasdasaude.famerp.br/index.php/racs/article/view/197. Acesso em: 27 out. 2020.

GOERGEN, D. I. Ligas acadêmicas: uma revisão de várias experiências. Arquivos Catarinenses de Medicina, [S.l.], v. 46, n. 3, p. 183-193, 2017. Disponível em: http://acm.org.br/acm/seer/index.php/arquivos/article/view/68/187. Acesso em: 10 nov. 2020.

GUILLAUMET-ADKINS, A. et al. Epigenetics and Oxidative Stress in Aging. Oxid Medicine Cellular Longevity, [S.I], v. 2017, article ID 9175806, p. 1-8, 2017. DOI: https://doi.org/10.1155/2017/9175806. Disponível em: https://www.hindawi.com/journals/omcl/2017/9175806/. Acesso em: 10 nov. 2020.

HAMAMOTO FILHO, P. T. Ligas Acadêmicas: motivações e críticas a propósito de um repensar necessário. Revista Brasileira de Educação Médica, Rio de Janeiro, v. 35, n. 4, p. 535-543, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-55022011000400013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022011000400013&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 27 out. 2020.

LACERDA, F. C. B.; SANTOS, L. M. Integralidade na formação do ensino superior: metodologias ativas de aprendizagem. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), Sorocaba, v. 23, n. 3, p. 611–627, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s1414-40772018000300003. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1414-40772018000300611&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 27 out. 2020.

LAFAYETTE, D. S. A. et al. Liga Acadêmica de Emergências e Trauma da Universidade Federal de Pernambuco: um relato de experiências e conquistas. Interagir: pensando a extensão, Rio de Janeiro, v. 1, n. 25, p. 47-54, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.12957/interag.2018.28596. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/interagir/article/view/28596/26411. Acesso em: 25 out. 2020.

MACENA, W. G.; HERMANO, L. O.; COSTA, T. C. Alterações fisiológicas decorrentes do envelhecimento. Revista Mosaicum, [S. l.], v. 15, n. 27, p. 223-238, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.26893/rm.v15i27.64. Disponível em: https://revistamosaicum.org/index.php/mosaicum/article/view/64. Acesso em: 28 out. 2020.

MENDES, J.; SOARES, V. M. N.; MASSI, G. A. A. Percepções dos acadêmicos de fonoaudiologia e enfermagem sobre processos de envelhecimento e a formação para o cuidado aos idosos. Revista CEFAC, São Paulo, v. 17, n. 2, p. 576-585, 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/1982-021620153714. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1516-18462015000200576&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 28 out. 2020.

MIRANDA, G. M. D.; MENDES, A. C. G.; SILVA, A. L. A. O envelhecimento populacional brasileiro: desafios e consequências sociais e atuais. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Rio de Janeiro, v. 19, n. 3, p. 507-519, 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1809-98232016019.150140. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232016000300507&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 10 nov. 2020.

MONTEIRO, L. L. F. et al. Ligas acadêmicas: o que há de positivo? Experiência de implantação da Liga Baiana de Cirurgia Plástica. Revista Brasileira de Cirurgia Plástica, [S. I.], v. 23, n. 3, p. 158-161, 2008. Disponível em: http://www.rbcp.org.br/details/405/pt-BR/ligas-academicas--o-que-ha-de-positivo--experiencia-de-implantacao-da-liga-baiana-de-cirurgia-plastica. Acesso em: 20 out. 2020.

MOREIRA, L. M. et al. Ligas acadêmicas e formação médica: estudo exploratório numa tradicional escola de medicina. Revista Brasileira de Educação Médica, Brasília, v. 43, n. 1, p. 115–125, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/1981- 52712015v43n1rb20170141. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022019000100115. Acesso em 20 out. 2020.

OLIVEIRA, T. C. et al. Liga de Emergência da UFC: Relato de experiência de um projeto de extensão universitária. Revista Brasileira de Extensão Universitária, [S. I.], v. 8, n. 2, p. 83-89, 2017. DOI: https://doi.org/10.24317/2358-0399.2017v8i2.4972. Disponível em: https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RBEU/article/view/4972. Acesso em: 20 out. 2020.

OKAMOTO, J. M. et al. A liga acadêmica de clínica e cirurgia cardíaca: relato de experiência. Extensio: Revista Eletrônica de Extensão, Florianópolis, v. 15, n. 30, p. 56-65, 2018. DOI: https://doi.org/10.5007/1807-0221.2018v15n30p56. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/extensio/article/view/1807-0221.2018v15n30p56. Acesso em: 21 out. 2020.

SANTOS, J. H. de S.; ROCHA, B. F.; PASSAGLIO, K. T. Extensão Universitária e formação no Ensino Superior. Revista Brasileira de Extensão Universitária, [S. I.], v. 7, n. 1, p. 23-28, 2016. DOI: https://doi.org/10.36661/2358-0399.2016v7i1.3087. Disponível em: https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RBEU/article/view/3087. Acesso em 20 out. 2020.

SANTOS, R. G. O. et al. Fonoaudiologia e Gerontologia: revisão sistemática da atuação fonoaudiológica. Distúrbios da Comunicação, São Paulo, v. 30, n. 4, p. 748-758, 2018. DOI: https://doi.org/10.23925/2176-2724.2018v30i4p748-758. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/dic/article/view/36421. Acesso em: 10 nov. 2020.

SILVA, M. E.; TORBES, T. M. M.; SILVA, K. Z. Alterações fonoaudiológicas pós-Acidente Vascular Encefálico. In: GARCIA, E. et al. Essências em Geriatria Clínica. 1. ed. Porto Alegre: Edipucrs, 2018. p. 273-274.

SILVA, S. S. F. et al. Profile and production of academic health science leagues in Brazil: an integrative review. Research, Society and Development, [S. I.], v. 9, n. 9, p. 743997775, 2020. DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7775. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/7775. Acesso em: 10 jan. 2021.

SOUZA, A. M.; PEREIRA, N. F. F. Escrevendo os caminhos da extensão universitária na UNILA. Revista Brasileira de Extensão Universitária, [S. I.], v. 6, n. 2, p. 77-85, 2015. DOI: https://doi.org/10.36661/2358-0399.2015v6i2.2062. Disponível em: https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RBEU/article/view/2062. Acesso em: 21 out. 2020.

TORBES, T. M. M.; SILVA, K. Z. A Fonoaudiologia na doença de Parkinson. In: GARCIA, E. et al. Essências em Geriatria Clínica. 1. ed. Porto Alegre: Edipucrs, 2018. p. 249-250.

VARJABEDIAN, D. et al. Limites e possibilidades para a efetivação da integralidade na atenção à saúde: o cenário de ensino em questão. Arquivos Brasileiros de Ciências da Saúde, [S. I.], v. 40, n. 3, p. 208-213, 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.7322/abcshs.v40i3.797. Disponível em: https://www.portalnepas.org.br/abcshs/article/view/797. Acesso em 25 out. 2020.

YANG, G. Y. H. et al. Liga de Anatomia Aplicada (LAA): as Múltiplas Perspectivas sobre Participar de uma Liga Acadêmica. Revista Brasileira de Educação Médica, Brasília, v. 43, n. 1, p. 80–86, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/1981-52712015v43n1rb20170146. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022019000100080&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 20 out. 2020.

Publicado

2021-10-05

Como Citar

Souza, G. B. de, Torbes, T. M. M., & Garcia, E. (2021). PARTICIPAÇÃO DE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO DE FONOAUDIOLOGIA EM LIGA ACADÊMICA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA: RELATO DE EXPERIÊNCIA. Vivências, 17(34), 241-255. https://doi.org/10.31512/vivencias.v17i34.512

Edição

Seção

Dossiê: Vivências de Curricularização da Extensão Universitária