LIGA ACADÊMICA DE SAÚDE E BIOTECNOLOGIALASBTECH NO CONTEXTO DA PANDEMIA (COVID-19)

DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31512/vivencias.v17i33.423

Resumo

As Ligas Acadêmicas, através de jovens cientistas, tem um papel fundamental em transpor os muros da universidade, tornando os jargões científicos mais acessíveis à comunidade em geral. A LASBTECH (Liga Acadêmica de Saúde e Biotecnologia) da UNIVASF abraçou esse propósito e fez várias contribuições para a comunidade de seu entorno, desde a sua criação, atuando intensamente no compartilhamento de informações científicas de qualidade sobre a Covid-19. O objetivo deste trabalho é apresentar as contribuições da LASBTECH, destacando sua atuação como importante vetor de divulgação científica de durante a pandemia. Uma série de 14 vídeos, respondendo dúvidas do público, enviadas através da página do Instagram, sobre informações que tratavam desde a filogenia do coronavírus, passando pela sua replicação nas células humanas, importância do isolamento social dentre outros, foram produzidos. A LASBTECH é um exemplo de projeto de extensão universitária de sucesso, pois cumpre o seu papel de ser um espaço em que o conhecimento científico é utilizado a serviço da sociedade, estreitando a relação entre universidade e comunidade.

Biografia do Autor

Thiago Pereira Neves, Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, PE, Brasil.

Graduando em Ciências Biológicas, Presidente da LASBTECH até 2020.

UNIVASF-Campus Ciências Agrárias

Projeto de Irrigação

Ane de Souza Novaes, Universidade Federal do Vale do São Francisco, Petrolina, PE, Brasil

Graduanda em Ciências Biológicas, Assessora de Comunicação da LASBTECH.

UNIVASF-Campus Ciências Agrárias

Projeto de Irrigação

Marlos Gomes Martins, niversidade Federal do Vale do São Francisco, Petrolina, PE, Brasil

Biólogo, Graduado em Ciências Biológicas/Licenciatura/Bacharelado pela Universidade Estadual do Ceará, Mestre em Microbiologia Médica pela Universidade Federal do Ceará e Doutor em Biotecnologia pela Universidade Estadual do Ceará. Professor do Colegiado de Ciências Biológicas - UNIVASF e Coordenador da LASBTECH. UNIVASF - Campus Ciências Agrárias

Michely Correia Diniz, Universidade Federal do Vale do São Francisco, Petrolina, PE, Brasil

Bióloga, Bacharel e Licenciada pela Universidade Estadual do Ceará, Mestre em Genética pela Universidade Federal de Pernambuco e Doutora em Biotecnologia pela Universidade Estadual do Ceará. Professora Associada do Colegiado de Ciências Biológicas - UNIVASF, professora do Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação. Coordenadora da LASBTECH.

Referências

ALBAGLI, S. Divulgação científica: informação científica para cidadania. Ciência da informação, v. 25, n. 3, 1996.

ALMEIDA, C. et al. O novo coronavírus e a divulgação científica. 2020.

BARROS, M. Altmetrics: métricas alternativas de impacto científico com base em redes sociais. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 20, n. 2, p. 19-37, 2015.

BUENO, W. Jornalismo científico no Brasil: os compromissos de uma prática dependente. Tese de Doutoramento, USP/ECA, São Paulo, Brasil, 1984.

DE ARAÚJO, R.F. O impacto das mídias sociais para revistas científicas da área da saúde. Acta Paulista de Enfermagem, v. 32, n. 1, p. III-IIV, 2019.

DROESCHER, F. D.; SILVA, E. L. da. O pesquisador e a produção científica. Perspect. ciênc. inf., Belo Horizonte , v. 19, n. 1, p. 170-189, mar. 2014 .

DUFFY, A.; TANDOC, E.; LING, R. Too good to be true, too good not to share: the social utility of fake news. Information, Communication & Society, p. 1-15, 2019.

FILHO, P. T. H. Ligas Acadêmicas: Motivações e Críticas a Propósito de um Repensar Necessário. Revista Brasileira de Educação Médica. Rio de Janeiro: Vol. 35, n 4, p 535 – 543, mai. 2011.

GONÇALVES, M. Contribuições das Mídias sociais digitais na divulgação científica. Múltiplas facetas da Comunicação e divulgação científicas: transformações em cinco séculos, p. 168, 2012.

LU, H.; STRATTON, C.W.; TANG, Y.W.Outbreak of pneumonia of unknown etiology in Wuhan, China: The mystery and the miracle. Journal of medical virology, v. 92, n. 4, p. 401-402, 2020.

MCGONAGLE, T. “Fake news” False fears or real concerns?. Netherlands Quarterly of Human Rights, v. 35, n. 4, p. 203-209, 2017.

NEVES, B. C; BORGES, J. Por que as fake news têm espaço nas mídias sociais?: uma discussão à luz do comportamento infocomunicacional e do marketing digital. Informação & Sociedade: estudos. João Pessoa. Vol. 30, n. 2 (abr./jun. 2020), p. 1-22, 2020.

PERES, C. M, et al. Atividades Extracurriculares: Multiplicidade e diferenciação necessárias ao currículo. Revista Brasileira de Educação Médica. São Paulo: vol. 31, n 3 p:203-2011. Set 2007.

PLUME, C.J.; SLADE, E.L. Sharing of sponsored advertisements on social media: A uses and gratifications perspective. Information Systems Frontiers, v. 20, n. 3, p. 471-483, 2018.

SILVA, S. A.; FLORES, O. Ligas Acadêmicas no Processo de Formação dos Estudantes. Rev. bras. educ. med., Rio de Janeiro: v. 39, n. 3, p. 410-417, Set. 2015.

TOLEDO et al. Ligas acadêmicas: análises de orientadores. HU Revista. Juiz de Fora: vol 45, n 4, p 421-425, dez. 2019.

TORRES, A.R. et al. Ligas Académicas y formaciones médicas: contribuciones y desafíos. Interface - Comunic., Saúde, Educ. São Paulo: v.12, n.27, p.713-720, out/dez. 2008.

WANG, Y.; MCKEE, M.; TORBICA, A.; STUCKLER, D. Systematic literature review on the spread of health-related misinformation on social media. Social Science & Medicine, v. 240, p. 112552, 2019.

ZHOU, W.; WANG, A.; XIA, F.; XIAO, Y.; TANG, S. Effects of media reporting on mitigating spread of COVID-19 in the early phase of the outbreak. Mathematical Biosciences and Engineering, v. 17, n.3, p. 2693–2707. 2020.

Publicado

2021-06-21

Como Citar

Neves, T. P. ., Novaes, A. de S. ., Martins, M. G. ., & Diniz, M. C. . (2021). LIGA ACADÊMICA DE SAÚDE E BIOTECNOLOGIALASBTECH NO CONTEXTO DA PANDEMIA (COVID-19): DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE. Vivências, 17(33), 9-21. https://doi.org/10.31512/vivencias.v17i33.423

Edição

Seção

ARTIGOS DE FLUXO CONTÍNUO